fbpx

Psicologia Jung-o quê?

Carl Gustav Jung

Sabe-se que existem muitas áreas da psicologia, porém percebo que as que estão mais na boca do povo são duas: a psicanálise e a psicologia comportamental.

A psicanálise foi a pioneira na área da análise da mente, então é mais claro a razão de seu conhecimento popular, já a comportamental (behaviorismo) agrupou, como o próprio nome já diz, o comportamento como diferencial em seu foco de ação e resolução no modo de conduta do indivíduo frente as influências externas.

Por isso quando digo “Sou psicólogo junguiano” muitos perguntam “Jung-o quê?”, um fato levemente cômico, pois a psicologia junguiana (lê-se iunguiana) possui em seu seio uma profundidade em seus métodos de análise que, ao meu ver, é exorbitante, mas há suas razões por seu desconhecimento.

Em diferencial de Sigmund Freud (1856-1939), psiquiatra austríaco e pai da psicanálise, que apresentou a teoria da sexualidade para explicar e curar as repressões disfuncionais que ocorrem na mente humana, Carl Gustav Jung (1875-1961), psiquiatra e psicoterapeuta suíço, que foi grande seguidor de Freud em seus primeiros passos profissionais e acadêmicos, manifestou uma extensão desta ideia psicológica fundando no século XX sua própria teoria, chamando-a de Psicologia Complexa (ficando mais conhecida como Psicologia Junguiana).

freud e jung
Freud e Jung

Esta extensão que Jung ofereceu à luz da análise e compreensão da mente foi, em grande parte, a inclusão da espiritualidade e da função transcendente em sua lente de pesquisa e atuação.

Jung sempre teve uma relação íntima com seu lado religioso e espiritual, como também com as ciências naturais e as artes, contudo numa época onde reinava o positivismo seu pensamento foi julgado como misticismo e desqualificado pelos pensadores da época, em especial Freud.

Nesta psicologia se estuda e se analisa os símbolos que nosso inconsciente nos oferece, pois estes nos servem de mensagens/sinais que visam nossa regulação frente a vida interna e externa.

Logo as análises dos sonhos, dos tipos de personalidade, das estruturas psíquicas, das máscaras sociais e sombras pessoais, dos complexos e arquétipos atuantes são os maiores pontos para se chegar ao que Jung nomeia de Si-mesmo (Self), que em outras palavras seria alcançar, por meio da psicoterapia, sua verdadeira essência através do processo chamado de individuação: quando o indivíduo se torna alguém diferencial e único em meio aos tantos outros.

Carl Gustav Jung lendo

O caminho para tal é árduo, mas não é nas dificuldades que encontramos a força para atingir a conquista? Em meu trabalho acredito e observo que sim.

Todos somos diferentes e é exatamente isso que muitos sentem medo, de se descobrirem distintos da maioria e de serem excluídos em razão disso, por isso muitos se negam a serem si mesmos, preferindo adoecer em sua cárcere social ao invés da liberdade de sua alma, mas como Jung diz: “O que negas te subordina. O que aceitas te transforma.”.

Ser livre é ser responsável, pois também devemos o respeito à liberdade do outro. Somos únicos, mas não os únicos nesta existência tão singular.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Comente com seu Facebook

Clique aqui e garanta seu desconto para anunciar

Você pode ganhar até 25% de Desconto para Anunciar!

Durante o estado de calamidade estamos oferecendo desconto especial para anunciantes que fizerem seus contratos de forma digital. Clique no botão abaixo para que nossa equipe entre em contato com você.
Preencher formulário

Receba as matérias por email

Preencha corretamente os campos abaixo

Quem viu, também viu...

Ações Sociais
Revista FOCO

CAMPANHA SANGUE BOM

Se tem uma palavra que pode descrever a equipe do Rotary Estância das Águas durante essa quarentena, ela é SOLIDARIEDADE! Você, leitor, já conferiu por