fbpx

Dica de série para o fim de semana: Bom dia, Verônica

Uma das melhores séries nacionais já feitas e agora premiada! Você não pode perder!

                A série narra a história de Verônica, que trabalha numa delegacia como escrivã, mas seu sonho verdadeiro é poder estar na linha de frente, atuando e investigando os crimes. Mas com o passar do tempo vai percebendo o quanto a sua visão de “justiça” está longe de ser realidade em grande parte do sistema policial brasileiro. Essa quebra de expectativas faz com que ela passe a investigar casos que pareceram arquivados e esquecidos. Ela percebe que o circulo está se fechando e confiar em qualquer um pode ser perigoso. Assim, ela se isola de sua família, e mergulha fundo nesses casos, misturando sua vida pessoal com a profissional, não importando as consequências disso para a sua vida.

Dica de série para o fim de semana: Bom dia, Verônica

A tendência de Verônica é ser passional em tudo que faz. Mas ela opta por colocar sua carreira em primeiro lugar, porque sente sede de justiça na resolução de inúmeros casos. Suas investigações são focadas em mulheres que sofrem abusos físicos e psicológicos de homens. E agora ela investiga um serial killer. O fato de existir essa narrativa do assassino em série é para gerar um suspense a mais e se aproximar de narrativas frequentes do cinema norte-americano, que os brasileiros tanto gostam. Mas os roteiristas brasileiros souberam se utilizar muito bem disso. Atraem o público com essa premissa, mas o tema central da série é muito maior e mais sério. Sinto que o principal ali é discutir os relacionamentos abusivos que mulheres vivem por causa de seus parceiros, independente deles serem psicopatas ou não.

Dica de série para o fim de semana: Bom dia, Verônica
Dica de série para o fim de semana: Bom dia, Verônica

A série tem coragem por se aprofundar em questões de profissionais da segurança corrompidos e as milícias formadas inclusive dentro desses sistemas policiais brasileiros. É possível concluir que a série promove críticas, colocando o dedo na ferida das nossas instituições, e como elas são falhas, burocratizando e obstruindo sentenças, deixando a vítima desprotegida. Verônica mescla casos mal resolvidos do seu passado familiar com os que quer resolver agora, no trabalho, no presente. Isso põe em xeque outra questão também trazida à tona pela série, que é o dilema da “super mulher”. O peso de ser “multitask” e a sensação de pressão que a mulher tem para ser boa em tudo o que faz, dar conta de todas as suas atividades e cuidar de todos, mas nunca ser cuidada. Nunca poder demonstrar suas falhas e fraquezas. O mundo, com suas imposições não verbalizadas e suas injustiças, vão corroendo Verônica. Se estivesse no lugar dela, o que você faria? Bom, podemos ver o que ela fez… Assista!

Dica de série para o fim de semana: Bom dia, Verônica

Veja mais dicas de séries aqui, para alegrar a sua quarentena com ótimas programações!

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Comente com seu Facebook

Clique aqui e garanta seu desconto para anunciar

Você pode ganhar até 25% de Desconto para Anunciar!

Durante o estado de calamidade estamos oferecendo desconto especial para anunciantes que fizerem seus contratos de forma digital. Clique no botão abaixo para que nossa equipe entre em contato com você.
Preencher formulário

Receba as matérias por email

Preencha corretamente os campos abaixo

Quem viu, também viu...

Cinema
Amanda Mergulhão Ferrari

Dica de filme para o fim de semana: Eu Me Importo

O filme narra a história de Marla, que trabalha como “curadora” de idosos que aparentemente não têm mais condições de viverem sozinhos e administrarem seus